Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

COSMéTICAS.net

o «ESPAÇO» onde nem tudo o que parece é... música para os ouvidos !?

COSMéTICAS.net

o «ESPAÇO» onde nem tudo o que parece é... música para os ouvidos !?

Facebook e o culto dos mortos ! ............................ Facebook et le culte des morts ! ............................

09.11.10 | PortoMaravilha

 

Par le passé on se rendait visite. Aujourd'hui le souvenir d'un être cher circule sur les "réseaux sociaux" de la toile.

DeadBook peut figer la souffrance, mais pas la mémoire !

Des messages, des photos... présentent l'être cher disparu. Mais la mémoire n'est pas qu'une collection de phrases, photos...

En figeant la souffrance, DeadBook peut être un obstacle au processus du deuil, à la reconstruction des souvenirs.

DeadBook a oublié l'essence en pariant sur l'existence.

En attendant quelques humains de tout bord continuent à se questionner sur l'essence de l'humanité !

Photo : Tête-trophée Munduruku / Télerama hors série 2005, p.19

 

Nuno

 

 

 

Uma das carecterísticas essenciais, senão a primeira,  do que é Humanidade é o culto dos mortos.

 

O culto dos mortos nada tem a haver com o ritual dos mortos nem com DeadBook !

Baleias e elefantes têm o seu cemitério ritual.

O culto dos mortos reenvia para uma memória que tem consciência para com o passado que se transfigura, por essência.

O rito dos mortos reenvia para gestos repetitivos passados e reproduzidos de modo instintivo com um passado que não se transfigura, por existência.

Melhor dizendo : O ritual não tem movimento ! O Culto sim !

Quando o luto se torna virtual, o que acontece com a nossa história pessoal ?

A memória dum ser desaparecido posta em linha, ainda é luto ?

Facebook precisa de clientes. E mesmo a morte se tornou um mercado.

DeadBook apresenta as caracteristicas da pessoa falecida em vida...

Diaporamas, vídeos... dos defuntos, mudados, transfigurados...  ou não em função de quem elaborou o profil do defunto.

Para DeadBook : O que conta é a existência ! Não a essência !

E quando se esquece a essência... se esquece a humanidade e a memória da vivência.

A memória não é uma simples colecção de frases, fotos ou vídeos... DeadBook parece ser um obstáculo à realização do luto.

 

Foto : Cabeça-Troféu mumuficada Munduruku / Télerama hors série 2005, p.19

Nuno

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.