Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

COSMéTICAS.net

o «ESPAÇO» onde nem tudo o que parece é... música para os ouvidos !?

COSMéTICAS.net

o «ESPAÇO» onde nem tudo o que parece é... música para os ouvidos !?

O Consulado Brasileiro em Lisboa não pode resolver tudo!

14.09.09 | PortoMaravilha

Portugal é um país com dez milhões de habitantes e com três diários desportivos que escrevem, essencialmente, sobre futebol. E a imprensa generalista dedica, também, grande destaque ao futebol.

 

Em Portugal ,os cientistas, os artistas, os políticos, etc. , para serem ouvidos devem saber opinar sobre futebol. 

Fora do futebol, a sociedade Portuguesa parece não poder ser pensada. Não deixa de ser curioso , comparativamente, que a França, país com 70 milhões de habitantes, só tenha uma diário desportivo.

Foi assim que os Portugueses, através do Futebol, começaram a discutir noções tais como a naturalização, o direito do Solo, o direito do sangue, etc.

Para quem assiste de fora, como eu, a tais debates, existe incompreensão. Portugal é só futebol ?

 

Pelo passado, os Portugueses sempre souberam rir-se de si mesmos. Talvez tenha sido essa uma das qualidades que lhes permitiram entrar em contacto com novos mundos. E, também e sobretudo, a sua grande capacidade em saberem amar outros leitos culturais.

 

A revista mensal "So Foot", publicação que alia sociedade e futebol, na sua edição de Julho -Agosto deste ano, editou , em suplemento o dicionário dos "Losers". Na página 24, no âmbito da letra P, aparece Portugal. Creio que a definição está fantástica e cheia de piscadelas humorísticas . Passo a traduzir :

 

Portugal ( sélection, 1921 )

 

"País situado à esquerda da Espanha. Povoado por Quaresmas, Capuchos, Chalanas e outros artistas do inútil, Portugal assemelha-se, um pouco, à França do antes 1998. Muito romantismo, boas desculpas, copas do mundo diante da tv e um palmarés que cabe no CV de Helder Postiga. Exemplo, em 1997, Marc Batta expulsa Rui Costa por causa duma substituição demasiado lenta. Ao final, são os Alemães que se apuram e os portugueses que dizem adeus a Saint-Denis. Como a França, Portugal pensa que se é o melhor servido quando se é o país organizador. Comida impecável, cerveja barata, acolho cinco estrelas, Portugal, consegue zero erros, em 2004, antes de ser violado pelos Gregos na final. Em sua defesa, a selecção Portuguesa joga sem avançado centro desde 1966 e recupera os guarda-redes falhados do handball. O Consulado do Brasil em Lisboa também não pode fazer tudo".

 

Achei piada a esta definição. Lembro, novamente, que foi escrita em Julho.

 

E Viva o Porto ! 

2 comentários

Comentar post