Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COSMéTICAS.net

o «ESPAÇO» onde nem tudo o que parece é... música para os ouvidos !?

COSMéTICAS.net

o «ESPAÇO» onde nem tudo o que parece é... música para os ouvidos !?

Dança: a 2ª das Artes

21.04.10 | Paulo Jerónimo

 

 

Querendo eu alargar e aqui apresentar com o devido tempo, uma-a-uma na sua respectiva "classificação da tabela" , aquelas que são tidas pelas mais populares, variadas e lúdicas das "artes" conhecidas, acho que me vou dispensar, nem que seja por agora, de começar pela primeira de todas: a Música (a tida pela 1ª arte).

Vou-me dispensar, porque será fácil noutras oportunidades, como já o tem sido aqui por outras alturas, dedicar mais um post a essa nossa etiqueta temática de arquivo. Depois há também que referir que a classificação de tais artes lúdicas, não é consensual, divergem algumas opiniões sobre a sua classificação, apesar de poucos ousarem, por exemplo, negar ao Cinema, a classificação de 'sétima arte'.

Certo! Toda a gente sabe qual é a sétima arte, ao menciona-la pela sua "7ª classificação" nem é preciso acrescentar ao que nos referimos. 7ª arte? Fácil: até o mais inculto dos homens saberá que se fala de cinema. Portanto, se há uma "sétima", quais, com que classificação na tabela, e com que ordem de grandeza (a existir tal coisa)  são as outras "artes" ? - Eis a questão. Ou questões.

 

Permitam-me referir, mas é que o 'COSMéTICAS' gosta de estar para as artes, como sabemos que as artes gostam, e não passam, sem o seu quê de cosmética(s)...

Temo-nos concentrado em varias delas, desde Literatura, Cinema, Fotografia ou Banda Desenhada. Ao de leve, também já fomos ao teatro, e observamos a Pintura.

Pelo que querendo eu aqui tentar começar a dedicar alguns post e linhas nisso que se apelida e até se classificam por "Artes" , entrava hoje então não pela primeira, mas sim, por uma que penso que tem ficado um pouco esquecida. Pronto, okay, tentando redimir-nos, vamos então a ela, a 2ª das artes: Dança.

Continuaremos com estes temas, no entanto hoje fico-me por aqui, a titulo "artístico" e introdutório. Não sem antes referir, alguma das "maquilhagens e produtos de cosmética" que podem perturbar esta, como as demais e todas as belas artes: »A Fama« .

 

 

PS: Será por acaso, que boa parte dos grandes artistas que este mundo (tantas vezes cruel) já conheceu, até morreram pobres, cegos, surdos - literalmente ou não - e de certo modo, a grande maioria, anónimos? Pensa nisso, e entretanto preparem-se: aproxima-se a passos largos a comemoração, um pouco por todo mundo, dedicada a esta 2ª arte, "O Dia Internacional da Dança", comemora-se a 29 de Abril.

 

PC Jerónimo da Silva

A Barragem 'Belo Monte', Cameron, Le Clézio e Lula

20.04.10 | PortoMaravilha

 

 

 

James Cameron quer fazer um filme que mostra a sua oposição à barragem de Belo Monte.

O realizador de Avatar declarou à AFP : "Quero fazer um filme sobre a cultura dos Índios Kayapo e mostrar ao mundo o seu modo de vida em harmonia com a floresta " (Le Monde , 19-IV-2010 , p.18)

 

No mesmo diário , em 7 de Abril deste ano , o prémio Nobel de literatura , Le Clézio declarou : " Sem contar com o seu impacto destrutor sobre a biodiversidade , a barragem terá consequências catastróficas sobre os grupos de índios isolados da região. "

Caso a barragem de Belo Monte se realize , será a terceira barragem do mundo em capacidade de produção : 11 000 MW .

Eu pergunto : Pode o Brasil , gigante da economia mundial , dispensar-se de tal realização ?

 

Este post deve ser lido como uma continuação de "Avatar e a Simbólica do 11 de Setembro"

Fonte : Foto : Revista "Géo " , nº 120 , 1989 /  "A normalização dos Índios no Estado do Pará"

Nuno

'O Lado B' da coisa

19.04.10 | Paulo Jerónimo
.
.
Bruno Nogueira, que já deu provas de ter tudo para talentoso humorista e apresentador, parece que estreou ontem o seu novo programa desta feita em formato 'talk show', RTP 1. Este é mais um daqueles artistas que quer queiram quer não, levarão sempre com o estigma de seguirem as pisadas do 'pai', tempos idos e bastante duradouros: O Grande Herman José.
Não sei como foi, não vi, simplesmente passou-me ao lado nem sei já porque, ou o que faria eu ontem àquela hora do programa em estreia. Mas desde sexta feira passada que me despertara a atenção para a mensagem implícita na foto destaque da revista e agora deste post, o que me levou a pega-la (na revista) de cima da mesa de café e a abri-la, na página respectiva, em cujo enunciado se pode Ler:
.
"Em Portugal matam muitos programas à nascença"«
.
Na entrevista à "TV" revista suplemento do jornal Correio da Manhã, o apresentador traz à baila o facto  do programa 'Lado B' ser na RTP 1, canal onde se pode trabalhar "sem a meta das audiências". E dei comigo abanando a cabeça, concordando, e recordando o que tenho para mim a propósito do já citado Herman, ou dos actuais agora "Gatos Fedorentos", ao desperceberem precisamente isso, e que ao terem dado o salto da RTP para a SIC (como poderia ter sido para a TVI), iniciaram aí, nesse preciso ponto, o definhar e arrastar, um queimar de imagem até o fatídico dia da falta de paciência para que haja alguém que os ature... (Esperto, esperto, vai sendo o Fernando Mendes, com o canal certo "Preço Certo")
.
Voltemos à foto destaque: Espectacular, arte, subliminar! É o que verdadeiramente se pode chamar de "escrita com luz", assumindo aqui a matéria prima (a luz) o papel de tinta, descrevendo as formas e mensagem pelo obturador de uma câmara fotográfica enquanto "esferográfica". Lamento que me desiluda mais uma vez, um meio dos mídia "Grupo Cofina", ao não dar crédito e publicar, como manda a ética do sector,  o nome do autor do disparo, que teria gosto de credita-lo também eu aqui.
O resultado final está a vista, impresso. De tal forma magnifico que fez-me abrir uma revista que me escasseia de crédito, regra geral.
Melhor explicando: a simbiose entre 'o lado b' destacado no rótulo de uma bolacha preta, de um item outrora considerado morto, o vinil, mas agora novamente a entrar em voga conhecendo por esta altura um certo despertar para o milagre da ressurreição, inclusive por cada vez mais adeptos jovens cuja idade lhes roubara a oportunidade a experimentar do ritual envolto naqueles mistérios encobertos por uma rodela de plástico com 12 polegadas, vulgo LP... É coisa louvável, uma boa forma de complementar as ideias que já haviam sido escritas por aqui: ♫  oh vinil: Bem vindo sejas! Again...
PC Jerónimo da Silva

A net e as questões do modo de vida: Cap. 5 ......... Le net et les questions du mode de vie : Chap 5 .....

18.04.10 | PortoMaravilha

 

 

 

Os Recibos Verdes«

 

O diário Francês " Libération " de 14 de Abril do ano em curso dedica um estudo de duas páginas ao trabalho precário em Portugal. Este parece decorrer do emprego e da generalização dos " Recibos verdes ".

O jornalista François Musseau escreve ( p. 31 ) que os " Recibos Verdes " foram criados para agradar às profissões liberais (médicos , advogados ...) em 1980 . Desde então , os " Recibos Verdes " instalaram a precariedade de emprego .

 

Quando li o artigo fiquei intrigado com a data. Em 1980 ? Há 30 anos ?

Fui consultar a Wikipédia e deparei-me com duas versões distintas. A versão Francesa cita a data de criação desta medida e aspectos técnicos (imposição fiscal , etc) . Já a versão Portuguesa não alude à data de criação , mas cita aspectos técnicos .

O artigo cita também a portuense Cristina de Andrade criadora do blog Ferve que denuncia o trabalho precário .

Não deixa de ser curioso a omissão da Wikipédia Portuguesa sobre a data de criação dos " Recibos Verdes ". Quem estava no poder em 1980?

 

Em contrapartida , tenho a certeza duma coisa : Se o assunto fosse a morfologia das borboletas , não haveria diferença de conteúdo.

Fontes : Texto " Libération " , op. cit / Foto : " Manière de Voir , nº 109 " , p. 49

Nuno

O que faltou dizer, ou demonstrar , é que "há uma razão lógica entre a homosexualidade e o celibato."

15.04.10 | Paulo Jerónimo

 

"Muitos psicólogos e muitos psiquiatras demonstraram que não há relação entre o celibato e a pedofilia, mas muitos outros demonstraram que há relação entre a homossexualidade e a pedofilia", disse o cardeal [Tarcisio Bertone], citado pela Reuters." - Salienta uma notícia sobre o tema na ordem do dia de ontem/antes-de-ontem.

 

 

O lobie gay não se fez esperar, e logo quis também esgrimir e ridicularizar o que dissera o N.º 2 do Vaticano. Observe-se por exemplo, aqui:

(JN 2010-04-13, Ana Isabel Oliveira)
Vamos lá desmaquilhar mais este tema repleto de cosméticas... Porque o cerne da questão nesta disputa de argumentos, é outro, e portanto, o que faltou dizer, ou demonstrar  -  com o devido respeito: mais pedófilia, menos pedófilia - é que "O que há, é uma razão lógica entre a homossexualidade e o celibato. No meio disto, existem as vítimas, os mais fracos e inocentes" e nenhum daqueles dois lados, o do Vaticano, ou defesa gay, quis ir por aí... diria eu, pois a menos disso, então ambos agem de má fé, com assuntos melindrosos, porque parto do principio (de certo modo assumido) que os dois lados da barricada sabem (o Vaticano sabe-o, de certeza) mas omitem:
Durante muito, muito tempo, a homossexualidade, que ainda hoje é olhada pela sociedade de qualquer país como contra-natura, e quanto a mim, tem tudo para assim ser olhada, apesar de respeitada, acabou por ser para muitos rapazes que se sentiam oprimidos por tais factos, a descoberta ou o refúgio, empurrão, para a entrada e progressão nos seminários católicos, sendo que à tais pessoas / rapazes, pouco ou nada lhe diria, e custaria inclusive, a regra imposta do celibato. Até daria jeito - justificava-se o porque de não ter, nem nunca se lhe conhecer, mulher ou companheira(s).
Este raciocínio lógico, foi ao que cheguei pelo que me foi exposto por, um Padre, pároco local. Parecendo-me com argumentos, e eventualmente, conhecimento de causa, tão límpidos, cristalinos, quais água benta, essa era a explicação dada à alguns meses poucos, e depois de boas tertúlias, francas e abertas, sobre religião e religiões, e foi o que me justificava ele, perante minha questão colocada, "do porquê", quando as outras religiões - e são imensas as que têm este problema da pedofilia, falei duma delas aqui - o Porquê então de quando as outras religiões se lhes conhecem escândalos de pedofilia, a tendência dos criminosos é basicamente heterossexual, na Igreja Católica, contrariamente a tantas (são mesmo imensas) das demais, a pedofilia praticada é basicamente homossexual.
Eu fiquei esclarecido. o amigo Leitor, não sei.
PC Jerónimo da Silva

Fardas Históricas ......... Des Uniformes Historiques

14.04.10 | PortoMaravilha

 

 

 

A última obra do fotógrafo Charles Frèger , "Empire " ( editor : Thames & Hudson ) ,  apresenta um inventário de fardas de 17 países.

Para o autor , diplomado das Belas Artes de Rouen , estas fardas "têm um passado histórico". E o que este fotógrafo procura é o olhar.

 

Fonte : Foto : Libération , 9 de Abril de 2010

Nuno

Futebol: uma arena de morte? (cap. 7)

14.04.10 | Paulo Jerónimo

reacendendo o tema«

 

Com a sua crónica semanal que sai às terças-feiras (*), acabo por ter uma boa desculpa para "sacudir a água do capote" e aludir, empurrar o ónus da causa, para a mão do escriba cujo jornal em causa, é de sua leitura tão apreciada, regra geral e de gostos que já vem de longuíssima e históricas datas, pois soam como que "Musica para os ouvidos" de tanto e tantos dos leitores adeptos do clube a que se destina, ou seja, salvo raras excepções , é fácil encontrar estes adeptos a louvarem tal boletim paroquial. Portanto, não se queixem...

 

Com o pseudo jornal "A Bola", também conhecido pelo seu lema "A Bíblia do desporto futebol", justíssima comparação - pois, lá está: compostas e repletas tais inspiradoras "Escrituras Sagradas" , de belas prosas, versos, poemas, Salmos e cânticos, êxodos ou travessias pelo deserto, advogada pelos santos evangelhos de Jesus, culminando em tragédias apocalípticas e muito mais - tão belas e divinamente escritas que ainda hoje convence, e toca nos corações de biliões, seguidores e fiéis - com isto, acabo por não ser eu, mas sim "o reconhecido portista mais lido por benfiquistas", e que também louvava  ele próprio "o patrão", ainda na semana passada (salvo erro de calendário), ao declarar, emocionado, ser o único "Jornal" do género que lê desde 'piquinino'...

Portanto, acaba por ser ele, note-se, a reacender a discussão, ou reflexão (?) que se iniciaram nos comentários do penúltimo post (cap 5) dedicado a esta etiqueta por enquanto em destaque, e título.

 

(*)Ou seja, veio ontem Miguel Sousa Tavares meter mais uma acha para a fogueira, com o seu 1º tema em crónica, e cujo "corte e costura" em causa  remeterei para lá. Para ler, ou compreender, pica, a tal caixa de comentários . E leva um corrector ortográfico, já agora, s.f.f. , com ou sem o novo acordo, tanto faz. É que com as novas alterações de mariquices de "cosméticas" , o corrector ortografico do sapo ainda não funciona! :-)))

 

PS: Bom clássico, na 2ª Circular ontem! Sim, que independente de mais ou menos, pior ou melhor futebol, se até à hora, os noticiarios andam deprimidos por falta de notícias com confrontos entre adeptos, há que dize-lo: Bom clássico, ou derbie. Contrariem-se então as "arenas de morte".

E a propósito, pondo de lado o acessório e fazendo leituras de jogo em campo e futebol: Parabéns ao Benfica.

Não me custa nada dar os parabéns desde já, ao muito propagandeado e pré-anunciado vencedor do campeonato nacional (dê-se por onde dê-se, fora profecia... alguma vez acertaria), ainda para mais, e como sempre disse este ano, quando foi ele quem melhor e mais belo futebol me proporcionou, desde a primeira jornada. Portando, pelo Mr, no que toca a parabéns ao campeão, ficam já entregues.

(Também publicado no BiBo PoRtO, carago!! e futebolar)

PC Jerónimo da Silva

Dia D: E se a História tivesse mudado de Rumo? .... Jour J: Et si l' Histoire avait changé de Cap? ...........

12.04.10 | PortoMaravilha

 

 

 

 

Uma das Bandas Desenhadas carismáticas de 2010 , já eleita por vários livreiros , será sem dúvida : " Jour J ".

Esta Bd visita de novo a história :

E se a França tivesse perdido a guerra de 1914 -18 ? ;  E se a URSS tivesse chegado à Lua antes dos USA ? ...

Esta obra revisita os conceitos e os acontecimentos chaves que marcaram e marcam a história da humanidade.

 

O Primeiro tomo já está à venda .

Cenário : Duval e Pécau ; Desenho : Buchet ; Cores : Walter

Fonte : Foto : Capa da Bd

 

 

Nuno