Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

COSMéTICAS.net

o «ESPAÇO» onde nem tudo o que parece é... música para os ouvidos !?

COSMéTICAS.net

o «ESPAÇO» onde nem tudo o que parece é... música para os ouvidos !?

Amougies fez 40 anos ! .......................................... Amougies c'était il y a 40 ans! ................................

02.11.09 | PortoMaravilha
En octobre en 1969 eut lieu en Belgique ( du 24 au 28 ), à Amougies, un des plus grands festivals pop européens. Sinon le plus grand. Cinq jours de concert dignes de Woodstock. Ce festival a été un très grand mariage entre la musique pop et le jazz. Comme , sans doute, on en verra plus. Comme Woodstock, Amougies a été l'apologie de la non violence.

 

 

Em outubro de 1969 ( de 24 a 28 ) teve lugar , na Bélgica, um dos maiores festivais ( senão o maior ) europeus de música Pop. Cinco dias de concertos dignos de Woodstock. Aconteceu em Amougies.

 

Inicialmente, o festival estava previsto para ter lugar nos arredores de Paris ( Vincennes ). Mas o ministro do interior  Francês da época, Raymond Marcellin , após ter proíbido a manifestação do dia 1 de Maio, não via com agrado uma manifestação de cabeludos e outros “peace and love” às portas de Paris. O festival foi julgado indesejável em território Francês.

 

Os organizadores optam então por Amougies. Cidadezinha Belga fronteiriça.

Apesar do frio, da chuva e da lama, foram cinco dias fantásticos ! Os concertos, um após outro, deram-se debaixo duma tenda gigante ( acho que a palavra tenda é a mais apropriada ) que podia conter até 20 000 pessoas.  Não houve qualquer incidente. E saliento este aspecto !

 

Como Woodstock , Amougies foi o apogeu da não violência.

 

Amougies foi uma enorme festa de cinco dias onde milhares de participantes viram : Pink Floyd , Frank Zappa, Ten Years After , The Nice, Yes , … Mas também viram  e, isso, é muito importante recordar : Art Ensemble of Chicago, Archie Shepp, Sunny Murray , etc.. O blues Inglês , a música contemporanea e o rock alternativo ( o seu antepassado ) também foram do cartaz, mas em menor importância.

Um festival que foi um grande casamento entre a pop e o jazz . O que nunca tinha sido visto e que, certamente, nunca mais será visto.

 

Jérôme Laperroussaz , encarregado de filmar o festival , comenta bem o espírito da época : “Havia uma vontade de exploração, de  mistura. As pessoas não hesitavam em se questionarem a si próprias.“

 

 

Um festival onde os músicos vinham acordar os participantes nos seus sacos – camas.

Um festival onde os músicos , quando o “sono” ia abaixo, dançavam ou ensaiavam teatro …

Não vou continuar porque senão não sei como parar…

 

E Viva o Porto !

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.